Agostinianos Recoletos iniciam o processo de união de províncias

O Capítulo Geral celebrado em Roma, em outubro de 2016, decidiu reduzir de oito para quatro as Províncias que formam a Ordem dos Agostinianos Recoletos, determinando quais Províncias tinham de se juntar entre elas para se constituírem como novas entidades dentro da Ordem. O mesmo Capítulo Geral decidiu a união da Província de Santo Agostinho à de São Nicolau de Tolentino, que será o nome da nova Província já unida.

Depois de um cuidado processo, o 14 de maio de 2018 o prior geral da Ordem, frei Miguel Miró, tem publicado o decreto de união de estas duas Províncias na primeira sessão do 127º Capítulo Provincial da Província de São Nicolau de Tolentino, que se celebra desde hoje em Marcilla (Navarra, Espanha).

Preside o Capítulo o prior geral de a Ordem e assistem os priores provinciais José Sergio Sánchez (São Nicolau de Tolentino) e Michael Rafferty (Santo Agostinho), que concluem o mandato deles no início do Capítulo. A nova Província, formada por mais de 300 religiosos, está presente no Brasil, China, Costa Rica, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra e México.

Estrela, símbolo de são Nicolau de Tolentino

“Em comunhão baixo a mesma estrela” é o lema que expressa o projeto de união das duas Províncias. A estrela é o tradicional símbolo de são Nicolau de Tolentino, o santo da Família Agostiniana padroeiro da Província em que convergem as duas unidas.

Os 36 capitulares procedem de comunidades de Espanha (13), Estados Unidos (9), México (5), Brasil (2), Costa Rica (3), Itália (2), China (1) e Inglaterra (1). Pouco mais da metade são espanhóis, mas na sala capitular também tem religiosos originários dos Estados Unidos, México, Costa Rica, Reino Unido e China.

Os capitulares provêm dos distintos países em que estão as duas Províncias e representam a diversidade de ministérios. Deles, quinze servem em paróquias; oito, em governo e administração; seis, na formação dos candidatos; três, em escolas;dois, nas missões e, por último, dois dedicam-se à investigação e o estudo.

A principal proposta para este Capítulo realizada pelo governo que agora finaliza está centrada em conjuntar à Província surgida desta união, para que ambas duas comunidades provinciais assumam o mesmo programa de vida e missão.

“Fomentar a unidade na Província e ser criadores de comunhão” é a proposta-chave, que o Capítulo poderá confirmar o, em caso contrario, propor uma outra diferente.

Um dos desafios que tem de resolver a nova Província e estabelecer vias de comunicação, união e comunhão em todos os níveis entre os religiosos que formam a nova Província, assim como fortalecer as relações com os demais membros da Família gostiniana Recoleta: monjas contemplativas, religiosas missionárias, Fraternidades Leigas, Juventudes Agostinianas Recoletas.

O prior provincial, escolhido previamente pelos religiosos de ambas Províncias, é José Sergio Sánchez. Natural de Tlalnepantla (Estado de México, México, 1961), professou como agostiniano recoleto em 1983 e foi ordenado sacerdote em 1988. É formado em Pedagogia pela Universidade Pontifícia Salesiana de Roma (Itália). Tem trabalhado ao longo de sua vida na formação dos candidatos e no serviço de governo. Foi prior provincial da Província de São Nicolau de Tolentino entre 2015 e 2018, responsabilidade para a qual tem sido reeleito.

Frei José Sergio Sánchez, para levar adiante o programa de governo que marque o Capítulo para o triênio 2018-2021 vai contar com quatro conselheiros escolhidos pelos mesmos capitulares.

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?